Todo homem é um homem-bomba


Esse texto não é sobre política. É sobre relacionamentos.

Eu sou homem. Apesar de ser homem, não entendo nada sobre o comportamento dos homens. E muito menos sobre o comportamento das mulheres. Mulheres são extremamente complexas, são uma fascinante e delicada receita repleta de hormônios e influências ambientais disputando espaço. Cientistas descobrem os segredos mais obscuros do Universo, mas consideram as mulheres um mistério. Stephen Hawking é prova disso.

Homens, ao contrário, são bastante previsíveis. São de uma babaquice ímpar. Tendo algumas poucas coisas, está satisfeito. E isso varia de homem pra homem, mas, em geral, envolve sexo e pequenas liberdades.

Mas o homem tem uma característica interessante: ele é autodestrutivo. Prova disso é o fato da expectativa de vida do homem, em nível mundial, ser 4,2 anos menor que a das mulheres. Homens têm como característica inata a exposição ao risco, enquanto a mulher tem como característica proteger os outros do risco. Basicamente, os homens que se expõem.

Homens, sozinhos, são uns panacas. São ogivas nucleares prontas para serem arremessadas em uma cidade de 10 milhões de habitantes, destruindo a si mesmo e a tudo ao redor. São carros-bomba prontos para explodir no subsolo de uma escola infantil, derrubando o prédio todo. E invariavelmente causam enorme dano. Nada é mais destrutivo para as pessoas ao redor do que um homem que se destruiu.

E aí é que entram as mulheres. Elas têm duas funções no relacionamento, e tudo depende da atitude que tomam: elas podem desarmar a bomba, contendo esse impulso autodestrutivo e modelando o caráter do homem diariamente. Ou podem ser o estopim, causando enorme estrago e destruindo completamente a vida do sujeito e de todos ao seu redor.

Qual atitude a mulher deve tomar? Não faço ideia. E quem disser que faz ideia é um mentiroso. Mas pra todos na vida (inclusive pra você, machão), vale a máxima de que qualquer relação só dá certo se você pensar mais na outra pessoa do que em você. Se você entrar em uma relação pensando apenas nos benefícios que vai ter com ela, sinto muito: além de não tem benefício nenhum, provavelmente, você tem tudo para destruir a vida da pessoa que está do outro lado. E isso é mau caratismo, sob qualquer aspecto.

Anúncios
Esse post foi publicado em Aleatoriedades. Bookmark o link permanente.

Dê a sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s