Saúde e bem-estar social


É um dos maiores clichês existentes. O importante é ter saúde e o resto se consegue, blablabla e tal.

Mas o que É saúde? É a ausência de doenças? É a plena capacidade física e mental? Vamos usar a definição da OMS para o tema:

Saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doenças.

Vamos analisar por partes:

1) BEM ESTAR FÍSICO: bem estar físico pode ser descrito, no limite, como a satisfação das necessidades físicas. O aproveitamento máximo das capacidades físicas. Isso implica não apenas na plena forma física, como em outros aspectos, como o acesso às mais diversas formas de promoção do bem estar físico. E não apenas fazendo exercícios, mas satisfazendo necessidades fisiológicas (fome, sede, condições sanitárias) e até mesmo necessidades de outro nível, como a sexual (obviamente, de forma consensual, com satisfação mútua das necessidades).

2) BEM ESTAR MENTAL: pode ser considerado a prevenção de males psicológicos e que afetam negativamente. E aqui não falamos apenas de stress. Uma pessoa que vive com medo, diariamente, nas situações mais banais do cotidiano, não está tendo acesso ao bem estar mental. Nossa sociedade está cada vez mais refém do medo, e quem lê os textos desse espaço sabe que é uma preocupação constante minha. Quando nos privamos de qualquer coisa em nome da segurança, por causa do perigo de sermos assediados, assaltados, seqüestrados ou mortos, deixamos de lado a premissa básica do bem estar mental. E isso tem se agravado a tal ponto que em São Paulo, por exemplo, 3 em cada 10 pessoas apresentam transtornos mentais. estamos sendo sufocados por nossas próprias regras.

3) AUSÊNCIA DE DOENÇAS: sim, eu inverti a ordem, e foi proposital. Mas essa é a única das dimensões que tem um caráter relativamente utópico. Sim, porque governos podem promover a saúde de forma coletiva, mas não individual. Caso clássico é a erradicação da varíola, fruto de um esforço mundial para extirpar a doença.

A ausências de doenças é promovida pelo fornecimento de condições adequadas de saneamento básico, pelo investimento na cura de doenças recorrentes, pelo fornecimento de sistemas de saúde com foco na prevenção (com sistemas de vacinas eficientes, por exemplo) e no tratamento adequado das doenças para qualquer cidadão.

Mas a utopia reside em uma verdade absoluta e incontestável: lutar contra as doenças é uma luta perdida. Uma hora vamos adoecer e morrer. É o inevitável ciclo da vida. Lutar pela ausência de doenças é absolutamente necessário, mas é um esforço de Sísifo.

4) BEM ESTAR SOCIAL: a quarta dimensão da saúde é a mais complexa delas, apesar de estar ligada às demais. Depende de uma rede de bem estar social. E, obviamente, não fui eu que cunhei essa expressão, mas o economista sueco Gunnar Myrdal, na década de 30. E diz respeito a uma rede de direitos para o cidadão, criada e gerida pelo governo, para que todas as necessidades fossem minimamente atendidas. Na época, esses direitos incluiam a educação em todos os níveis, a assistência médica gratuita, o auxílio aos desempregados, a garantia de uma renda mínima e recursos adicionais para a criação dos filhos, entre outras coisas.

No entanto, a sociedade mudou, e a demanda por direitos também mudou. É necessário reconhecer o direito de minorias historicamente desprezadas, que tem papel preponderante na sociedade. É necessário lutar pela igualdade e pela justiça em todos os níveis, não desprezando setores da população que sofreram por muito tempo, como mulheres, negros e homossexuais, dentre outros grupos.

O objetivo final é a convivência pacífica e a ausência de conflitos sociais. No entanto, o ser humano é um sacana que vive em um sistema que o incentiva a ser sacana, e quem sempre oprimiu os outros quer continuar oprimindo e se julgando superior. E quem é oprimido, muitas vezes, não quer uma sociedade justa, mas apenas inverter os papéis no jogo de cartas da sociedade, passando a ser opressor. Não sejamos hipócritas, mas é esse o pensamento de 90% das pessoas, chutando baixo. Inclusive dentre as que participam de movimento sociais.

E é aí que reside o grande problema: é impossível termos uma sociedade livre de conflitos em um contexto em que as pessoas querem manter as atuais relações de opressão ou estabelecer novas relações de opressão. Para mudar isso, precisamos inserir, através da educação, o conceito de colaboração mútua em todos. Mas, infelizmente, é quase impossível fazer isso. A saúde depende do bem estar, da convivência pacífica, da ausência de conflitos. Mas da ausência real, e não da ausência fabricada e estúpida que é imposta no Brasil.

Existem conflitos sim. Somos um país machista, sexista, racista, homofóbico, temos preconceitos contra religiosos, ateus, obesos, pobres, e olhamos com cara de nojo até pra quem tem uma mancha ou verruga no rosto. Não aprendemos a lidar adequadamente com a diferença. Não aprendemos a respeitar as pessoas com suas características individuais, sempre tentando extrair delas o que há de bom.

Saúde é um estilo de vida. Que tem muito menos a ver com os alimentos que você ingere ou com os exercícios físicos que você faz do que com o seu relacionamento com as demais pessoas. Todos nós podemos investir em saúde a cada momento. Para isso, basta respeitarmos todas as pessoas, nos preocuparmos sinceramente com a qualidade de vida delas, e lutarmos para que todos sejam respeitados indistintamente, não importando a procedência ou as características. Com isso, investimos diariamente no bem estar social, no bem estar mental, e até mesmo no bem estar físico de todos. E evitamos a principal de todas as doenças de nossa sociedade: o preconceito.

Anúncios
Esse post foi publicado em Pitacos. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Saúde e bem-estar social

Dê a sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s