Motorola nunca mais


Um dos assuntos abordados aqui é a defesa do consumidor. É bom manifestarmos nossas insatisfações pela Internet, que é um dos poucos espaços democráticos que existem. Para servir de alerta para os incautos.

O alvo de hoje é a Motorola. A empresa de celulares que, no início de 2010, estava fadada à falência, firmou uma parceria com o Google para lançar os Smartphones com sistema operacional Android e, assim, ter uma sobrevida no mercado.

A manobra deu tão certo que, pouco mais de um ano e meio depois, o Google anunciou a compra da divisão de celulares e smartphones da Motorola, por US$ 12,5 bilhões.

Pois é: aproveitando essa “retomada” da Motorola, eu dei um voto de confiança para os caras e, entre junho e julho do ano passado, comprei dois smartphones deles, um pra mim e um pra minha noiva. Um Milestone II, pra mim, que nunca deu muito problema (só com o carregador, tive que comprar outro), e um Motorola Backflip, pra ela. E aí que começou a confusão.

Motorola Backflip

Até novembro, estava tudo bem. Mas então, o celular pifou. Nem inicializava mais. Fomos à assistência técnica da Motorola, em Santo André. Eles pediram que retificássemos a nota fiscal junto ao lugar onde compramos para dar entrada no conserto. Ok, fizemos. E, na hora de consertar, deram o EXÍGUO prazo de quinze dias úteis. O aparelho entrou na assistência técnica em 30/11, ficou até 23/12, e, no relatório, constou que foi feito um “reparo mecânico” no aparelho.

Só que, ao pegarmos o aparelho, ele não havia sido consertado direito. Como fruto do conserto porco, o sistema operacional dava mensagens de erro assim que o aparelho era ligado. Era tão recorrente que até dava pra fazer um jingle com a expressão “Início: o sistema Android não está respondendo”.

Percebendo que não haveria solução, voltamos à assistência técnica. No dia 10 de fevereiro, demos entrada novamente para reportar o problema. Adivinhem? Pediram mais quinze dias úteis para resolver. E, no dia 07 de março, estávamos de volta à assistência para retirar o aparelho, finalmente consertado. Certo?

Errado. Quando o aparelho voltou, testamos no local, e constatamos que, apesar do relatório bonitinho, O PROBLEMA PERSISTIA. Demos entrada pela 3º vez para consertar o aparelho, e nos deram, de forma intransigente, o prazo de MAIS QUINZE DIAS ÚTEIS. E lá fomos nós retirar o aparelho da loja no longínquo 14 de abril. Sim, ele estava pronto desde 31 de março, com o relatório informando que “o software foi atualizado”.

Por falta de tempo, não testamos na hora. Mas percebemos que PELA TERCEIRA VEZ o problema não foi resolvido. Entrei em contato com a Motorola pelo Chat online deles. E fui informado que eu deveria dar entrada na Assistência Técnica pela QUARTA vez e então, após o 7º dia útil, pedir um laudo técnico para o técnico responsável visando uma possível troca de aparelho.

E lá estava eu novamente, no dia 23 de abril, dando entrada na assistência técnica pela QUARTA vez pelo mesmo problema. Escrevi um relatório contando toda a história junto com a ordem de serviço, afinal, eles pediram pra “contar o problema detalhadamente”.

Contei sete dias úteis e entrei em contato com a Motorola, via chat e via telefone, na sexta-feira, dia 05 de maio. Por telefone, o rapaz da Ouvidoria me disse que eu não poderia solicitar o laudo “porque o aparelho já foi consertado e encaminhado para a loja” e que, dessa vez, ele “tem certeza que o aparelho está consertado e não vai dar mais problema”.

No sábado, dia 06 de maio, como consumidor, fui retirar meu aparelho na loja. EIS QUE o mesmo NÃO HAVIA CHEGADO do conserto ainda. O atendente claramente tentou me enrolar, porque obviamente a Motorola não tem meta de aparelhos defeituosos trocados. Em que se pese o atendimento bastante medíocre da Assistência Técnica de Santo André, não é esse o principal problema aqui. O sujeito da Motorola me deu uma informação errada deliberadamente.

Liguei para a ouvidoria da Motorola novamente. Uma atendente me disse que o aparelho já tinha saído do conserto no dia 03 de maio (sétimo dia útil, portanto aquela história do “laudo técnico após o 7º dia útil” também é mentira), mas que estaria na loja apenas no dia 11, OITO DIAS DEPOIS. Desconfio que a central de conserto de aparelhos da Motorola fique em Taiwan, pra eles demorarem mais de uma semana apenas transportando o aparelho do conserto para a Assistência Técnica.

A atendente até pediu desculpas pela “informação errada” dada pelo atendente do dia anterior. Disse que “isso não se repetiria”. Na verdade, isso se repete sim. Todos os dias, com diversos clientes que ligam reclamando da Motorola, são maltratados e recebem informações erradas.

Resultado: mais de CINCO MESES depois de dar entrada para consertar o aparelho pela primeira vez, o Motorola Backflip da minha noiva AINDA não foi consertado. Nada garante que o aparelho não chegue na assistência novamente, no dia 11 de maio, com uma mensagem de “reparo mecânico” ou “atualização de software”, com o mesmo problema de antes.

E há um agravante: como o aparelho foi comprado no final de junho do ano passado, com garantia de um ano, se a Motorola passar mais dois meses de enrolando, eles vão conseguir a proeza de fazer a garantia do aparelho vencer sem consertarem o mesmo.

Diante das sucessivas demonstrações de desrespeito com o consumidor e do péssimo pós-venda, pra mim é uma decisão consolidada a de que eu nunca mais compro um aparelho da Motorola. Enquanto o Google vende uma imagem de empresa moderna, a burocracia e a incompetência na Motorola são estruturais.

São cinco meses de engano, de informações desencontradas, de tratamento desrespeitoso, lidando com profissionais mal preparados, provavelmente mal remunerados, claramente orientados a enrolar os clientes o máximo possível. Como têm feito comigo. É nítido que a incompetência entre os funcionários da Motorola não é um acaso, é um padrão. E esse padrão ridículo de qualidade deve ser denunciado até sair do mercado. Era melhor que a empresa tivesse falido.

Os prazos de conserto são absurdamente altos, o serviço é péssimo, e não há nenhuma contrapartida para o cliente. Eu nunca mais compro um aparelho da Motorola, e, se ganhar um, eu vendo, porque sei que se o aparelho der problema terei que passar por uma verdadeira via sacra, sem nenhuma garantia de conserto do aparelho.

Minha dignidade vale mais do que isso. E creio que a dignidade de qualquer um de vocês também. Comprar smartphones da Motorola é algo que nunca mais farei. O desrespeito que você sofre da empresa, que te trata invariavelmente como um burro, não compensa.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Pitacos. Bookmark o link permanente.

14 respostas para Motorola nunca mais

  1. aparecido costa disse:

    Levei meu celular em uma assistência técnica autorizada da Motorola na av ibirapuera para fazer uma avaliação do defeito apresentado e depois d uma semana me cobraram 15,00 $ reais para fazer a avaliação d um aparelho com menos d um mês d uso o pior q disseram q ficaria mais caro do q o valor do celular. Entrei em contato com a Motorola e não adiantou nada.

  2. FRANCISCO BARROS MACHADO disse:

    Francisco Barros.
    Comprei um MOTOROLA G3, fazem 10 meses, devolvi o aparelho depois deste prazo e me deram outro aparelhos com os mesmos problemas.
    agora vou tentar uma devolução do valor pago, ou talvez uma idenização por danos.

  3. Andrea ghirotti disse:

    Eu comprei um motog 2 a quinze dias e já deu problema a tela fica piscando o chip dos não entra no buraco e a internet não funciona já rua… Minha NET eh da nextel.

    Eles querem ficar com meu aparelho, não tem um para me dar de reserva… Liguei na mootorola eles desligaram o telefone na minha cara.
    Eu não quero um aparelho remanufaturado..comprei novo.. Quero novo

  4. Vandernilton P.de Andrade disse:

    BOM VENHO COMPARTILHAR COM VOCÊS MINHA INDIGNAÇÃO COM A MOTOROLA POIS COMPREI UM SMARTPHONE RAZR MAXX NO COMEÇO DE JANEIRO E ATÉ O PRESENTE MOMENTO NÃO PUDE USA-LO,ENVIE O APARELHO PRA ASSISTENCIA AINDA EM JANEIRO PRA RESOLVER UM PROBLEMA SIMPRES NO SENSOR Q FAZ COM QUE A TELA GIRE E O APARELHO APOS 23 DIAS RETORNOU COM O MESMO PROBLEMA,REENVIE O APARELHO EM FEVEREIRO E ATÉ O PRESENTE MOMENTO ESSA EMPRESA QUE NÃO RESPEITA O CONSUMIDOR ,SÓ ME MANDA ESPERAR CADA VEZ QUE LIGO ELES MANDAM ESPERAR MAIS 5 DIAS, E DIZ QUE O CASO JA FOI ESCALADO,É UMA ABSURDO OQUE ESTÃO FAZENDO,MOTOROLA NUNCA MAIS!!!

  5. washington disse:

    a assistencia tecnica da motorola de mogi das cruzes é um caos

  6. Fabíola disse:

    É inadmissível uma empresa agir dessa maneira, LESANDO os consumidores. Também tenho problema junto à MOTOROLA, já passei pela via sacra de assistência técnica e desisti, entrei com um processo nas pequenas causas.

  7. Leandro Oliveira disse:

    Sugestão para você não perder a garantia, entre com uma ação no Juizado de pequenas causas, você nem precisa processar a Motorola, pode processar a empresa aonde você adquiriu o aparelho, eles irão lhe entregar um novo certamente. Digo isso pois sou Advogado e ODEIO a Motorola.

  8. David Medeiros disse:

    Bom dia Brasil,

    Meu nome é David Medeiros, sou residênte da Cidade de Goiânia – GO Fone 62 92017700

    Venho aqui comunicar, minha insatisfação como cliente Motorola, que mais uma vez peca no atendimento ao consumidor. Ja que oferece um produto que deveria ser para a solução e interação com o meio, vem sendo motivo de transtorno e grande formação de problemas. Veja só, em julho de 2011, adquiri um aparelho Motorola Milestone II no valor de R$1.458,10 (valor que não é nem um pouco irrisório em relação a aquisição de bens duráveis segundo o Estatuto do consumidor) e esse mesmo, vem apresentando alguns defeitos, como travamento no processamento de dados, travamento da tela, ausência de áudio no quesito auto-falante para uso do music player, o aparelho permanece horas sem sinal. Esse ja foi encaminhado a assistência técnica em Goiânia (motocellExpress Fone 62 40051800) e houve o reparo na tela do touch, que segundo laudo foi substituída após um prazo de 25 dias, esse que permaneceu em reparo e não me foi comodatado nenhum aparelho para substituição durante esse processo que é inelegível e absurdo. Foi substituída uma peça, mas e os demais problemas? esses aparelhos não passam por um teste padrão de funcionamento?? Não há um check list para verificar se as configurações atendem a normalidade informada em seu manual de usuário??. Não, pelo que me parece, não existe esse feeling da assistência técnica. No dia 22/06/2011 foi dado entrada novamente na assistência com os seguintes informes (conforme em Ordem de Serviço nº239379) “APARELHO ESTÁ TRAVANDO, TECLADO QWERTY ESTA TRAVANDO COM MAL CONTATO, ESTÁ SEM SINAL DE REDE E ÁUDIO PARA MUSICAS NÃO FUNCIONA”. Hoje dia 03/07/2012 entrei em contato com a assistência e me informaram que o mesmo só chega do reparo com 20 dias… 20 dias???? Tenho 3 aparelhos Iphone 4 do fabricante Apple, que tem uma politica de garantia Excelente, pois enfim respeitam o valor dos bens de seus consumidores e assumem uma conduta incrível na politica de atendimento, onde você leva seu equipamento para reparo e no prazo de “5” eu disse “5” dias uteis, ele é substituído por um novo. Vale lembrar, que o Código de Defesa do Consumidor é bem rígido nesse estatuto de reparo e assistência e é indignador o fato de que o seu bem é retido para um fundamento e volta com piores causas. Bom, hoje super insatisfeito com o atendimento recebido pelo fone 4002-1244 solicitei que fosse aberto um protocolo de atendimento com a ouvidoria, já que nenhum argumento é valido quando se trata de reparar um equipamento q desde já deveria ser trocado por um novo, essa que deveria ser a exigência primária no CDC e eu exijo que o fabricante Motorola faça a substituição do meu aparelho, em tempo hábil para que contornemos esse transtorno. Falei com a atendente Beatriz, que me encaminhou para a Grazielle que se identificou como sendo do SETOR OUVIDORIA que registrou o seguinte protocolo 120703017177 em 03/07/2012 as 10:45am, e lembrei a ela q a garantia do equipamento segundo normas do fabricante, expira em 27/07/2012 e esse aparelho que está em reparo virá a apresentar defeito novamente, por esse e outros motivos que seguem em texto, que exijo a troca por um novo, pois se apresentar defeito novamente, preciso ser respaldado quanto ao caso.
    Fazendo a observação do caso notamos como a MOTOROLA, através de seus funcionários, tem o prazer em violar o Código de Defesa do Consumidor, ficando claro isso quando lemos os seguintes artigos da Lei:
    Art. 4º – I – reconhecimento da vulnerabilidade do consumidor no mercado de consumo;
    Art. 6º – IV – a proteção contra a publicidade enganosa e abusiva, métodos comerciais coercitivos ou desleais, bem como contra práticas e cláusulas abusivas ou impostas no fornecimento de produtos e serviços;
    X – a adequada e eficaz prestação dos serviços públicos em geral.
    Dia 22/06/2012 foi a segunda vez que me dirigi à assistÊncia da MOTOROLA com o mesmo produto.
    Art. 18. Os fornecedores de produtos de consumo duráveis ou não duráveis respondem solidariamente pelos vícios de qualidade ou quantidade que os tornem impróprios ou inadequados ao consumo a que se destinam ou lhes diminuam o valor, assim como por aqueles decorrentes da disparidade, com a indicações constantes do recipiente, da embalagem, rotulagem ou mensagem publicitária, respeitadas as variações decorrentes de sua natureza, podendo o consumidor exigir a substituição das partes viciadas.
    § 1° Não sendo o vício sanado no prazo máximo de trinta dias, pode o consumidor exigir, alternativamente e à sua escolha:
    I – a substituição do produto por outro da mesma espécie, em perfeitas condições de uso;
    II – a restituição imediata da quantia paga, monetariamente atualizada, sem prejuízo de eventuais perdas e danos;
    Art. 39. É vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas:
    VII – repassar informação depreciativa, referente a ato praticado pelo consumidor no exercício de seus direitos;

    Goiânia, 03 de Julho de 2012

  9. William Lopes disse:

    show eu tambem cara… estou com um grave problema com um ex-119…
    mas eu nao serei tão paciente quanto vc, entrarei no juizado de pequenas causas

  10. Marcos Andre Melo disse:

    Ola! meu amigo parabéns pela belissima expressão não poderia ser melhor, tambem sou um infeliz cliente motorola com um razr que paguei 1,999,00 com 2 meses de uso tive problemas e iniciei a via sacra como você mencionou no dia 14 de março e ate a agora sem resolução do problema apresentado, não sei se posso mas vou deixar aqui um link do meu problema que estou tentando resolver
    http://www.reclameaqui.com.br/2717617/motorola-do-brasil/motorola-razr-com-problema-de-conexao-hdmi-e-varios-aranhoes/

  11. Anon555 disse:

    Nesta altura ninguem compra motorola

Dê a sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s