Uma não declaração de voto


Eu teria motivos para votar no PT. Pelo que o partido fez, sim. Até 2005, o ABC paulista não tinha nenhuma universidade pública e o governo do PT foi o primeiro a pensar nisso: graças à existência da UFABC, consegui concluir meu Mestrado, e um monte de gente do ABC conseguiu fazer uma universidade pública. Eu não tive esse privilégio

O PSDB me atrapalhou: pra fazer a graduação em uma Universidade Pública, eu tive que mudar para Campinas em 2002 e viver num belo de um perrengue para me bancar, com a pouca ajuda que meus pais podiam dar. Tanto que arrumei emprego depois. Antes disso, em 2001, eu acabei saindo de um estágio numa multinacional porque a empresa não estava mais efetivando ninguém por causa do apagão do FHC.

Por outro lado, não sejamos hipócritas, eu também teria motivos para votar no PSDB: quando eu vou viajar para o interior uso o Rodoanel, quando vou trabalhar em SP uso a extensão da Linha Verde do Metrô, inaugurada em 2010, e trabalhei em três órgãos do governo estadual paulista: em uma escola, em Campinas, na Nossa Caixa e no meu emprego atual.

E o PT também me atrapalhou: graças à política de crédito farto, o preço das casas subiu, e até hoje eu moro de aluguel porque não tenho condições e nem sou maluco de financiar 300 mil reais pra comprar uma casa. Também me atrapalhou porque a política de subsídio à indústria automobilística ajudou a piorar o trânsito, que já não aguenta tanto carro.

Eu não vou declarar voto aqui. Só estou mostrando que governos fazem coisas boas e ruins. E que você deve levar duas coisas em consideração na hora de decidir o seu voto, uma delas individual e outra coletiva:

– A diferença que o governo fará efetivamente na sua vida e na vida das pessoas que o cercam
– A diferença que o governo fará efetivamente na vida da sociedade como um todo.

Por que a diferença que o governo faz na sua vida é importante? Bem, os motivos são óbvios.

Por que a diferença que o governo faz na sociedade como um todo é importante? Simples: quando a sociedade toda melhora, a nossa vida melhora por tabela. E a nossa sociedade melhorou pra caramba nos últimos 25 anos. Não sou eu que digo isso, é a nossa tabela do IDH:

IDH 1991-2010 (Fonte: Folha de São Paulo)

IDH 1991-2010 (Fonte: Folha de São Paulo)

Independente de quem seja o presidente, a luta por um país melhor vai continuar. E um país melhor só vai rolar quando os ganhadores da eleição se juntarem com os perdedores pra trabalhar diariamente por isso. No emprego, na faculdade, em casa, na representação política. Não vou cair na panacéia de que “nós vamos mudar o Brasil”. Os políticos estão aí pra isso, e, apesar de sérias críticas ao Executivo e ao Legislativo eleitos, vamos cobrar deles, vamos participar mais.

E, fundamentalmente, vamos parar de brigar e de perder amizades por causa da eleição. Não vale a pena. Dilma e Aécio vão se cumprimentar e costurar acordos políticos depois que todo esse processo tiver encerrado.

Quando minha vó morreu, eu escrevi uma frase que pretendo levar pra vida: a de que “Nossos ideais não valem nada se eles nos afastam de quem a gente ama”. Eu já perdi coisa demais na vida, e não vou perder mais amigos por causa de política. Não nessa eleição.

E tudo o que eu espero é que no final de todo esse processo as pessoas coloquem a cabeça no lugar e vejam que todo esse ódio represado de parte à parte, com previsões apocalípticas caso um ou outro lado ganhe, são um baita de um exagero. No final das contas, o barco segue, de um jeito ou de outro.

Anúncios
Esse post foi publicado em Pitacos. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Uma não declaração de voto

  1. Diego disse:

    Excelente texto mestre!

  2. Paulo S. disse:

    Por isso que eu gosto desse blog, continue assim, imparcial e sincero.
    Att,

Dê a sua opinião

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s